É nas escolas, que crianças e adolescentes passam o maior tempo, de seu começo de vida.

E, além das matérias, aprendem, criam e, fixam seu comportamento social, e, nisto tem angustias, que são causas de sofrimento e desistência no estudo.

A maioria continua indo a escola para ter vida social, junto aos colegas, mas não conseguem se concentrar, devido suas angustias, que só podem ser identificadas, por um, ou por uma especialista em comportamento, formada(o) em psicologia.

A grande questão não é só colocar psicólogos nas escolas, mas oferecer as crianças e adolescentes, um suporte para suas dificuldades na vida. Dificuldades devido fome, ambiente agressivo, falta de cuidados de todos os tipos, principalmente falta de atenção familiar ou social, adequada para um bom desenvolvimento.

Uma criança que sabe tocar um instrumento, ou pratica um esporte, ou sabe falar inglês fluente, será um adulto pacifico e bem sucedido na vida, jamais será agressivo com os outros, nem consigo mesmo. “Nas Capitanias ensinamos essas coisas”.

Além das psicólogas e psicólogos que atuam nas escolas, temos o serviço de suporte, feito nas Casas de Capitania, próximas as escolas. São casas alugadas pela AMPQ e mantidas por voluntários, para dar continuidade ao programa.

As psicólogas, ao identificarem uma dificuldade ou possibilidade de melhor desempenho nos alunos, nos mandam as crianças e adolescentes, para que tenham esses, e outros suportes, para que possam ser acolhidos pelas Capitanias.

Nas casas de Capitania, além de todas as pessoas, também precisamos de professores e professoras de musica, e alunos que já podem dar aulas, para oferecerem ensino para crianças e adolescentes fora do horário de escola. Sendo uma ótima oportunidade para todos aprenderem violão, teclado e quem quiser praticar música.

Antes de tudo, é importante que saibam que a AMPQ, é uma associação fundada em 2009 e não tem fins econômicos, toda a arrecadação é revertida para as Casas de Capitanias em atividades.

Toda pessoa, de todas as crenças, de todas as camadas sociais, com profissão, sem profissão, com diploma ou sem diploma, são bem vindas, como voluntárias.

Pedimos que interessados e interessadas em ajudar, ou ser voluntária(o), que preencha o formulário abaixo para cadastrar-se em sua cidade.

Se todos ajudarem com um pouco, conseguiremos, pois não recebemos verbas. Verbas acabam, são repassadas para outras entidades, sendo assim, nosso programa foi feito para nunca acabar, desde que não dependa de verbas de governos.

Precisamos de todas pessoas do Brasil, que possam fazer um pouco mais, em suas cidades e bairros.

Também precisamos de professores e professoras ou de pessoas dispostas a ensinar conversação em inglês. Uma ótima oportunidade para ajudar crianças e treinar fluência em inglês.

Precisamos de assistentes sociais, psicopedagogas, dentistas, médicos, etc.

Precisamos de especialistas em educação para crianças excepcionais e com dificuldades de atenção.

Precisamos de voluntárias e voluntários para ensinar mães a terem renda, por exemplo, ensinar cozinhar para que mães e maridos possam ser cozinheiros profissionais, aprenderem fazer bolos para vender, etc.

Precisamos de professores de educação física, professores de artes marciais para oferecerem modalidades de treinamentos físicos para crianças e adolescentes.

Precisamos de atletas, e precisamos de professores de atletismo, para ajudar encaminhar crianças e adolescentes assistidos, para praticarem esporte.

Precisamos de professores e atores para formarem grupos de Teatro, com as crianças e adolescentes assistidos.

Precisamos de pessoas dispostas a dedicar um tempo, ou ajudar nas despesas para manter as casas.

Nas cidades e bairros onde, ainda não temos Casa da Capitania, criamos uma diretoria de fundação, incluindo voluntários da cidade, para que tudo seja transparente.

Se preferir, pode fazer uma doação anônima para nossa, Associação Mundial de Psico-Amparo a Criança.

Se preferir pode fazer um PIX para AMPQ -CNPJ- 11678993000171

Banco 290 – PagSeguro Internet S.A. – Agencia 0001 – Conta 18291036-4 – Associação Mundial de Psico-Amparo a Criança

Sejam muito bem vinda(o) e obrigado pela disposição em fazer um pouco mais.

Ir Luiz – Presidente da AMPQ -CNPJ- 11678993000171

Fundador da Casas de Capitania, que são centros de atendimento social nos bairros do Brasil.

Escritor, autor de três livros e, autor de uma proposta de Lei federal, para tornar obrigatória a contratação de psicólogos e psicólogas nas escolas públicas, para ensino básico no Brasil.

Apoio

https://www.maconariafeminina.org.br